segunda-feira, 16 de junho de 2008

URARIANO MOTA: VALE A PENA CONFERIR

VALMIR JORDÃO, POESIA VIVA DO RECIFE

Luiz de Almeida


URARIANO MOTA, escritor e jornalista - Natural do Recife desde 1950, autor do romance Os Corações Futuristas, que corre nos anos da ditadura Médici, escreveu um texto simplesmente espetacular sobre o poeta Valmir Jordão (Ver título acima). Urariano Mota colobora e honra este Blog com seus textos, demonstrou no desenvolvimento do "Valmir Jordão, Poesia Viva do Recife", que na literatura nacional existem escritores que não se pode deixar de divulgar.

No bojo do texto, Urariano crava uma declaração de Valmir Jordão, bastando para que os visitantes deste Blog e os amantes da literatura nacional, direcionem a seta do mouse para o link que está no final, podendo assim degustar de um texto cuja temática e descrição literária faz-nos verdadeiros antropofágicos. E assim Urariano cravou a referida declaração do poeta Valmir Jordão, que pode e deve ser classificada também como: documentação e manifestação:


“Eu não faço livro só pra vender. É o seguinte: a literatura pra mim é um caminho. Não é um fim de ganhar dinheiro, sabe? Nem meio de ganhar dinheiro. Pra mim ela é um instrumento de trabalho, que eu adoro fazer, que eu amo fazer. Agora, essa história do toma lá, dá cá, existe, sim, porque você recebe muito carinho, muita gentileza, e um livro não paga uma gentileza. Nem há dinheiro que pague uma gentileza, entendeu?”.


Dileto Amigo Visitante do RETALHOS DO MODERNISMO:
- ENTRE NESTE SITE E COMPROVE: